Institucional

Associação Paulista de Bicicross - APBMX

Entidade esportiva sem fins lucrativos

Rua Camaiuras, 133
Jd Itapoan - Paulínia - SP
CEP:13140-2360
CNPJ: 58.801.101/0001-41
Inscrição Estadual: Isento

Objetivos

Fomentar, promover, normatizar e fiscalizar a prática saudável e competitiva do bicicross baseando-se nas normas FPC - Federação Paulista de Ciclismo, CBC, Confederação Brasileira de Ciclismo, do COB - Comitê Olímpico Brasileiro e UCI - União Ciclística Internacional".

Histórico da FPBX / APBMX

A Federação Paulista de Bicicross foi criada em 1987 por um grande incentivador do esporte. Sr. Nilceu Saito. O Bicicross, como todas as modalidades do ciclismo eram divididas em departamentos da Confederação Brasileira e federações estaduais do ciclismo, que por um lado positivo tinha a organização das entidades, mas por outro existia uma grande burocracia para filiação de novos clubes/pilotos e uma limitação na realização de provas e eventos deste esporte.

Sr. Saito com um grupo de pais, ao participarem de uma prova internacional no Chile em 1987, se surpreenderam com o fato de que naquele país o bicicross tinha uma confederação e federações independentes do ciclismo, assim como a IBMXF – International Bicycle Motocross Federation – que na época era a entidade máxima do bicicross internacional.

Ao retornar Saito implantou o mesmo sistema no Brasil, incentivou as cidades participantes a criarem clubes e com eles fundar a entidade paulista e nacional de bicicross.

Foi então que em 1989 surgiu a Federação Paulista de Bicicross com os clubes de Jacareí, São José dos Campos, Sorocaba, Leme, Catanduva, Pirassununga e o Clube Paulista de Bicicross (da capital paulista) entre outros, e também a Confederação Brasileira de Bicicross.

No ano seguinte o sucesso, o Paulista era disputado por varias cidades com cerca de 700 pilotos por etapa.

Na metade da década de 90, a Federação Paulista de Bicicross (na época sob o comando da Sra. Lourdes Basile) deu um salto à frente trazendo o socorro médico próprio e também a mídia com a SPORTV, o que foi um marco na história do bmx nacional.

Já no século 21 a FPBX tinha no comando Eduardo Campos o “Oklinhos” que profissionalizou ainda mais os eventos. Na ocasião, pela primeira vez foi premiada uma moto “0 km” para o campeão da categoria elite.

Com a inserção do BICICROSS como disciplina “olímpica” do ciclismo em 2006 houve a necessidade de um realinhamento de organogramas a partir do COI – Comitê Olímpico Internacional. A FPBX foi a primeira entidade brasileira e especifica do Bicicross a alterar sua razão social tornando-se APBMX, Associação Paulista de Bicicross alinhando à Federação de Paulista de Ciclismo e Confederação Brasileira de Ciclismo, mantendo a gestão do Bicicross no Estado de São Paulo sob supervisão da FPC.

Nos dias atuais a entidade tem como presidente o Sr. Edilson Barbato que propõem novos programas com objetivo de elevar o nível técnico e profissional de todos os envolvidos, elevando o Bicicross paulista a um patamar de esporte olímpico, incentivando o surgimento de novas pistas, o interesse de novos pilotos, a maior divulgação do esporte, a busca de incentivos fiscais, novos parceiros privado e o maior apoio de órgãos públicos.

Diretoria

Diretoria Executiva

Presidente: Edilson José Barbato (Leme
Vice Presidente:Luís Lourencine de Oliveira (Americana)
Diretor Administrativo/Financeiro: Roberto Marotta (Americana)
Diretor Adjunto: Marcos Rogerio Alves Silveira (Votorantim)

Conselho Fiscal

Jonas Carlos Pereira (Indaiatuba)
Fabio Augusto Castanho Vieira (Votorantim)
Artur dos Santos Almendra (Atibaia)

Conselho Fiscal Suplente

Aparecido Edivaldo Rosa (Indaiatuba)

Conselho Deliberatio

Valdir Maria Junior (S José dos Campos)
Fabio Luis Rodrigues (Votorantim)
Lauro Tofanetto (Cosmopolis)

Conselho Fiscal Suplente

Daniel Souza Damasio (Caçapava)

Mandato de 01/01/2013 a 31/12/2020

PATROCÍNIO

PARCEIROS